Crescemos a ouvir “A vida é dura”, “A vida é difícil”, “Nada cai do céu”. E integramos de tal forma estas mensagens que as reproduzimos sem questionar.

E isto leva-me sempre à 3ª Lei Física do Movimento de Newton que fala na acção-reacção. Diz que quando um sistema interage com outro sistema, exercem-se sempre forças simultâneas que têm a mesma linha de acção, a mesma intensidade e sentidos opostos. Ou seja quando ages, há uma força do outro lado que se opõe e que te devolve exatamente aquilo que fizeste. A reacção é igual e tem a mesma intensidade da tua acção.

Portanto quando integras mensagens como “A vida é dura” passas a acreditar nelas é isto que tens de volta porque é isso que estás a projectar para fora.

Há quem diga que só não há solução para a morte, mas eu acho que a morte é apenas uma percepção nossa. Para quem morre, há uma mudança de percepção (isto daria um livro). Para quem fica, podemos encarar a morte do outro como perda ou como um marco em que podemos celebrar a sua e a nossa vida e acarinhá-la no nosso coração como um tesouro. Portanto se há possibilidade de mudarmos dentro de nós algo tão definitivo como a morte, pode-se por certo mudar a nossa percepção sobre tudo o resto.

A verdade é que não nos ensinam na escola ou em casa a ter um pensamento positivo e focado nas nossas qualidades e talentos. Habituamo-nos antes a colocar o foco nos problemas e queixumes e esquecemo-nos que para tudo existe uma solução e alternativa.

A qualidade de vida que perdemos nesse foco negativo é incrível. Às vezes ainda me espanta a dificuldade que as pessoas têm em aceitar que há alternativas às suas circunstâncias. Com alguma frequência, quando apresento alternativas aos meus clientes e alunos, dizem-me de imediato “Mas é tão difícil!” sem sequer se terem imaginado a aplicar aquela solução.

“Difícil” não quer dizer “impossível” (quantas vezes os meus clientes e alunos já me ouviram dizer isto?). Quando dizes “isso é difícil”estás a abrir a porta para o esmorecimento, para baixares os braços e desistires de cansaço sem sequer teres saído da casa de partida.

inner_heroPor outro lado, quando dizes com convicção “Eu posso tentar fazer isto” ou “Eu consigo fazer isto”, “Eu acredito em mim!”, acordas o herói/a heroína em ti e ganhas forças para ultrapassares obstáculos e sentires a glória de ter dado o teu melhor, qualquer que seja o resultado.

Podes ler a 2ª parte aqui

X