Fui capacho por muitos anos apesar do mau feitio que tinha. Até ao dia em que percebi que esse feitio que tinha (por vezes ainda tenho) provinha de emoções não processadas e de achar que não merecia melhor.

tumblr_le1qdpTF281qciek8o1_500_largeQuando isto mudou, deixei de ser capacho… Deixei de me sentir vítima dos outros, deixei de os  culpar pelo que me acontecia, deixei de me querer vingar das coisas que me tinham feito (e até que tinham só pensado fazer) e deixei de querer que me amassem.

Comecei a amar-me a mim mesma. Foi um processo de alguns anos, mas que fiz desfrutando do caminho, de cada vitória.

Passei então a sentir-me uma mulher plena, autoconfiante, que não reprime nem suprime nenhuma emoção. Incluindo a raiva e o Amor. Vivo-as quando surgem para que não me dominem.

Coloco-me em primeiro lugar antes de tudo e de todos os outros. Só posso dar o que tenho em mim. Se dou amor, sem me amar, o que é isso que estou a dar?

X