A propósito dos acontecimentos actuais e de tudo o que se diz sobre “Nós” e os “Outros”. Desde o dia dos actos criminosos em Paris que me lembro deste texto do Brian Weiss e da cadeira de Antropologia das Religiões que me permitiu compreender melhor as religiões mas também as sociedades respectivas. Porém estamos num mundo globalizado em que as religiões convivem lado a lado e em que as pessoas de cada sociedade são apenas isso, pessoas.

Se conhecermos melhor os “Outros”, talvez seja possível coexistir em paz. Encontrando-nos a meio caminho através das nossas semelhanças para abraçarmos e respeitarmos as diferenças.

São excertos do livro “A Divina Sabedoria dos Mestres” de Brian Weiss que inclui aqui apenas o Cristianismo e Islamismo, mas no livro engloba também o Hinduísmo, Budismo e Judaísmo. Apresento aqui apenas alguns dos valores partilhados pelas duas doutrinas contidas no livro.

Foto: Colin Chapman

Foto: Colin Chapman

“Passo a apresentar algumas passagens das sagradas escrituras de algumas
das grandes religiões mundiais. Estas citações demonstram que, quando se
transcendem os rituais de superfície e se atingem os tesouros espirituais que lhes são subjacentes, na realidade existe apenas uma só religião. Nesta secção sobre a unidade de todas as grandes religiões, beneficiei muitíssimo do livro maravilhoso Oneness: Great Principles Shared by All Religions, de Jeffrey Moses.

Capacidade de perdoar

Cristianismo

Se perdoares aos outros as ofensas que te fizerem, o teu Pai celeste também te
perdoará a ti; mas se não perdoares aos outros, então as ofensas por ti cometidas  não te serão perdoadas pelo Pai… “Senhor, quantas vezes me ofenderá o meu irmão e eu terei de perdoá-lo? Sete vezes?” E Jesus respondeu-lhe: “Eu não digo sete vezes, mas setenta vezes sete.”

Islamismo

Perdoa ao teu servo setenta vezes por dia.

Paz e amor

Cristianismo

Não te vires contra o homem que te prejudica. Se alguém te bater na face direita, vira-te e oferece-lhe a esquerda. Se um homem te quiser processar pela tua camisa, deixa-o ficar também com o teu casaco. Abençoados são aqueles que fazem a paz: pois eles serão chamados os filhos de Deus…
A paz de Deus, que ultrapassa toda a compreensão, sustentará os vossos
corações e mentes.

Amem os vossos inimigos, abençoem aqueles que vos amaldiçoam, façam o bem aos que vos odeiam e rezem por aqueles que vos perseguem; só assim podereis ser filhos do Pai celeste que faz o seu Sol brilhar do mesmo modo para os bons e os maus e envia a chuva para o honesto e o desonesto. Se amarem apenas aqueles que vos amam, que recompensa podeis esperar?

“Ama o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma, com toda a tua mente.” Este é o mandamento supremo. Vem em primeiro lugar. O segundo é: “Ama o teu próximo como te amas a ti mesmo.” Tudo na Lei e nos profetas depende destes dois mandamentos.  Este é o meu mandamento: Amem-se uns aos outros.

Islamismo

Compensa o mal, conquista-o com o bem… Querem que vos diga que actos são
melhores do que o jejum, a caridade e as orações? Fazer a paz com os inimigos são actos desse tipo; porque a inimizade e a malícia destroem as recompensas celestes pela raiz.

A regra de ouro

Cristianismo

Não julgues, e não serás julgado… Trata sempre os outros do modo como gostarias que eles te tratassem; esta é a Lei e os profetas… O portão que conduz à vida é pequeno e a estrada é estreita.

Islamismo

Faz aos outros aquilo que gostavas que te fizessem a ti; e rejeita para os outros tudo aquilo que rejeitarias para ti.

 

Fotografia por Colin Chapman

X