O nome “Mil Caminhos” simboliza a minha profunda convicção de que cada pessoa deve escolher o seu próprio caminho para o que pretende ser. Cada caminho é bom para quem o caminha.


Acredito que a cura está dentro de cada um e que a minha intervenção tem que respeitar a pessoa com quem trabalho e a sua capacidade para se auto-transformar.
Só tem força e possibilidade de se consolidar uma intervenção que mantenha a sua autonomia e motive a continuação do seu desenvolvimento com total independência e auto-responsabilização. 

Acredito que cada um é responsável pelo seu desenvolvimento pessoal, pela construção do mundo com que sonha. E também pela acção para o concretizar. Porque sem acção, os nossos sonhos não passam de auto-ilusões.

Neste tempo de desafios, a chave é sonhar e agir, viver o nosso sonho.

Sem desculpas ou refúgios ou desresponsabilização. Cada um pode contribuir para um mundo melhor, aperfeiçoando o seu interior.

O meu trabalho visa fortalecer a ligação de cada pessoa ao seu Deus Interno, à sua Sabedoria Divina, colocando-me ao serviço para ajudar a Alma a manifestar-se e a trazer à consciência a sua missão.

X